DÚVIDAS FREQUENTES

Emergências Dentárias - O que você deve fazer?

Dor de Dente
Faça bochechos vigorosos com água morna.
Use fio dental para remover quaisquer alimentos presos entre os dentes. Se houver inchaço, coloque uma compressa fria no lado de fora da bochecha. Não utilize nada quente ou coloque medicamentos no dente ou gengiva dolorida.
Vá ao dentista o mais rápido possível.

Objetos presos entre os dentes
Tente remover o objeto com fio dental. Guie o fio dental cuidadosamente para evitar machucar a gengiva.
Se você não puder remover o objeto, procure um dentista.
Não tente retirar o objeto com um instrumento afiado ou pontiagudo.

Perda de dentes
Dentes de Leite:
Leve a criança e o dente imediatamente a um dentista.
Coloque o dente em um recipiente com leite, água salgada ou com saliva da criança.
Se estes não estiverem disponíveis, use água.

Se você não puder ir a um dentista imediatamente:
Enxágüe levemente o dente em água morna. Não toque na raiz.
Para dente de leite: Não tente colocar um dente de leite de volta na cavidade. Coloque em leite frio ou em água e leve-o com você quando for ao dentista.
Para dente permanente: Com cuidado, insira o dente novamente de volta em seu lugar.
Vá ao seu dentista, se possível, nos próximos 30 minutos.

Quebra de dentes
Suavemente retire a sujeira ou os fragmentos de dentes da área ferida e limpe com água morna.
Coloque compressa fria na face, no local do dente ferido, para minimizar o inchaço.
Procure imediatamente um dentista.
Aplique pressão diretamente na área da hemorragia utilizando um pano limpo.

Mordida na língua ou na bochecha
Aplique pressão diretamente na área da hemorragia utilizando um pano limpo.
Se houver inchaço, aplique compressas frias.
Se o sangramento continuar, procure um pronto socorro.

Mordida na língua ou na bochecha
Aplique pressão diretamente na área da hemorragia utilizando um pano limpo.
Se houver inchaço, aplique compressas frias.
Se o sangramento continuar, procure um pronto socorro.

Como Escovar os Dentes

Qual a maneira certa de escovar?
Uma escovação adequada deve durar, no mínimo, dois minutos, isto é, 120 segundos!
A maioria dos adultos não chegam nem próximos a este tempo.
Para ter uma idéia do tempo necessário para uma boa escovação, use um relógio na próxima vez que escovar os dentes. Escove-os com movimentos suaves e curtos, com especial atenção para a margem gengival, para os dentes posteriores, difíceis de alcançar e para as áreas situadas ao redor de restaurações e coroas.

Concentre-se na limpeza de cada setor da boca, da seguinte maneira:
– Escove as superfícies voltadas para a bochecha dos dentes superiores e, depois, dos inferiores.
– Escove as superfícies internas dos dentes superiores e, depois, dos inferiores.
– Em seguida, escove as superfícies de mastigação.
– Para ter hálito puro, escove também a língua, local onde muitas bactérias ficam alojadas.

Que tipo de escova dental devo usar?
A maioria dos dentistas concorda que a escova dental de cerdas macias é a melhor para a remoção da placa bacteriana e dos resíduos de alimentos.
As escovas com cabeças menores também são mais adequadas, porque alcançam melhor todas regiões da boca, como, por exemplo, os dentes posteriores, mais difíceis de alcançar.

Muitos escolhem a escova elétrica como a melhor alternativa, pois ela limpa com maior facilidade e é particularmente indicada para pessoas que têm dificuldade para higiene bucal ou tem menor destreza manual.

Qual a importância do creme dental na escovação?
É importante que você use o creme dental mais adequado para você. Atualmente existe uma grande variedade de produtos feitos especialmente para combater cáries, gengivite, tártaro, manchas e sensibilidade.
Pergunte ao seu dentista qual o tipo de creme dental mais adequado.

Quando devo trocar minha escova dental?
Troque sua escova de dentes a cada três meses ou quando perceber que ela começa a ficar desgastada. Além disso, é muito importante trocar de escova depois de uma gripe ou resfriado para diminuir o risco de nova infecção por meio dos germes que aderem às cerdas.

Como Cuidar dos Dentes do Meu Bebê?

Como devo cuidar dos dentes do meu bebê?
Os bons cuidados bucais começam cedo na vida. Mesmo antes dos dentes do bebê nascerem, existem alguns fatores que podem afetar sua futura aparência e saúde. Por exemplo, a tetraciclina, um antibiótico comum, pode causar a descoloração ou manchas nos dentes. Por esta razão, não deve ser usada por mães que estão amamentando ou mulheres na segunda metade da gravidez.

Como os dentes do bebê geralmente nascem por volta dos seis meses de idade, não há razão para usar os procedimentos padrão da higiene bucal, ou seja, a escovação e o uso do fio dental. Mas, os bebês têm necessidade de cuidados bucais especiais que todos os pais devem conhecer. Entre esses cuidados estão a prevenção das cáries causadas pelo uso da mamadeira e a certeza de que seu filho está recebendo uma quantidade adequada de flúor.

O que são as cáries de mamadeira e como evitá-las?
São cáries causadas pela exposição freqüente a líquidos que contém açúcar, como o leite, as fórmulas comerciais preparadas para bebês e os sucos de fruta. Os líquidos que contém açúcar se acumulam ao redor dos dentes por longos períodos de tempo, enquanto seu bebê está dormindo, provocando as cáries, que primeiro se desenvolvem nos dentes anteriores, tanto da arcada inferior quanto da superior. Por esta razão, nunca deixe sua criança adormecer com a mamadeira de leite ou suco na boca. Ao invés disso, na hora de dormir, dê a ele uma mamadeira com água ou uma chupeta que tenha sido recomendada pelo seu dentista.

Ao amamentar, não deixe o bebê se alimentar continuamente. E após cada mamada, limpe os dentes e as gengivas do seu bebê com um pano ou uma gaze umedecidos.

O que é o flúor? Como saber se meu bebê está recebendo a quantidade certa de flúor?
O flúor faz bem mesmo antes de os dentes do seu filho começarem a aparecer. Ele fortalece o esmalte dos dentes enquanto estes estão se formando. Muitas empresas de distribuição de água adicionam a quantidade de flúor adequada ao desenvolvimento dos dentes. Para saber se a água que você recebe em casa contém flúor e qual a quantidade de flúor que é colocada nela, ligue para a empresa de distribuição de água no seu município. Se a água que você recebe não tem flúor (ou não contém a quantidade adequada), fale com seu pediatra ou dentista sobre as gotas de flúor que podem ser administradas ao seu bebê diariamente. Se você usa água engarrafada para beber e para cozinhar, avise seu dentista ou médico. É possível que eles receitem suplementos de flúor para seu bebê.

O que são Dentes do Siso?

O que são Dentes do Siso?
Dentes do siso são os últimos molares de cada lado dos maxilares. São também os últimos dentes a nascer, geralmente entre os 16 e 20 anos de idade.

Como os dentes do siso são os últimos dentes permanentes a aparecer, geralmente não há espaço suficiente em sua boca para acomodá-los. Isto pode fazer com que os dentes do siso fiquem inclusos – dentes presos embaixo do tecido gengival por outros dentes ou osso. Se os dentes estão inclusos, pode ocorrer inchaço ou flacidez.

Os dentes do siso que erupcionam apenas parcialmente ou nascem mal posicionados também podem causar apinhamento e outros problemas. Como os dentes removidos antes dos 20 anos de idade têm raízes em menor estágio de desenvolvimento e causam menos complicações, recomenda-se que as pessoas entre 16 e 19 anos tenham seus dentes do siso examinados para verificar se precisam ser removidos.

Como são extraídos os dentes do siso?
A extração se faz de forma rotineira. Seu dentista pode recomendar anestesia geral ou local. Após a extração do dente (ou dentes), você precisará morder suavemente um pedaço de gaze durante 30 a 45 minutos após deixar o consultório, para estancar qualquer sangramento que possa ocorrer.

Você poderá sentir um pouco de dor ou inchaço, mas que passará naturalmente após alguns dias; no entanto, você deverá ligar para seu dentista se houver dor prolongada ou intensa, inchaço, sangramento ou febre.

A extração dos dentes do siso devido ao apinhamento ou fato de estarem inclusos no osso maxilar não afeta a sua mordida ou a sua saúde bucal no futuro.

Adultos e Aparelhos Ortodônticos

Por que mais adultos estão colocando aparelho ortodôntico?
Como os aparelhos ortodônticos se tornaram menos volumosos e menos visíveis nos últimos anos, mais e mais adultos estão utilizando, por diversas razões. Alguns adultos querem corrigir problemas com seus dentes ou maxilares antes que eles causem danos maiores ou mais sérios. Outros querem melhorar a aparência, corrigindo problemas estéticos existentes há bastante tempo. Tenha sempre em mente que mesmo problemas “estéticos” podem causar danos reais com o passar do tempo. Dentes e maxilares que não estão alinhados adequadamente podem levar a desgaste prematuro, cárie dental avançada e doença gengival, necessitando dentaduras ou outras soluções reconstrutoras e até mesmo cirurgias mais extensas para corrigir problemas sérios.

Novas técnicas, e o advento de aparelhos transparentes e menos perceptíveis, significam que adultos estão cada vez mais recorrendo aos aparelhos para corrigir:

Espaços entre os dentes (diastemas)
Dentes que se comprimem uns aos outros (apinhamento dental)
Dentes desalinhados
Sobremordidas
Mordidas abertas
Mordidas cruzadas

Como posso saber se o aparelho ortodôntico para adultos está indicado para mim?
Se você imagina que pode se beneficiar com um aparelho ortodôntico, peça ao seu dentista para lhe recomendar um ortodontista – dentista especializado em tratar dentes que não estão alinhados adequadamente. O ortodontista irá examinar seus dentes e, talvez, solicitar radiografias para estudar a estrutura óssea de suporte.

Com base no que ele encontrar, um plano de tratamento será recomendado. Embora os aparelhos fixos sejam uma opção bastante comum para consertar dentes desalinhados, o ortodontista poderá lhe dizer se no seu caso seria melhor um aparelho removível, um aparelho extra-bucal ou ainda um outro tipo de dispositivo.

Cárie na Infância

Também conhecida como cárie de mamadeira, a cárie em bebês constitui um grave problema, que pode destruir os dentes de seu bebê — mas o problema pode ser evitado.

Qual a Causa da doença Cárie na Infância?
Deixar seu bebê dormir com uma mamadeira pode ser uma causa. Quando seu bebê está dormindo, os líquidos que têm açúcar permanecem em volta dos dentes e podem causar cárie. Até mesmo o leite materno e o de fórmulas contém açúcar.
Amamentação prolongada na mãe ou permitir que seu bebê adormeça enquanto se alimenta e mesmo permitir que sua criança fique o tempo todo com a mamadeira, são outras causas.
Coloque Sua Criança na Cama Sem uma Mamadeira.

Sua criança pode adormecer sem uma mamadeira! Siga cinco dicas para tentar:
Deixe sua criança levar uma manta, ursinho, boneca, ou brinquedo favorito de “segurança” para a cama.
Cante ou toque uma música tranqüila baixinho.
Segure ou balance sua criança.
Faça uma massagem nas costas da sua criança para ajudá-la a relaxar.
Leia ou conte uma história para a sua criança.

Quais são os efeitos da Cárie na infância?
Perda de dentes;
– Problemas de fala (Nos casos mais graves, os dentes de leite anteriores dos bebês podem ser acometidos pela cárie dentária, podem perder quase toda a coroa dental, e isso poderia prejudicar a fala da criança, uma vez que nessa fase ela está aprendendo essa função, e alguns fonemas são realizados com o auxílio desses dentes);
– Dentes permanentes tortos;
– Dor muito forte;
– Baixa auto-estima;
– Cárie.
Seis Modos Que Você pode Evitar Cárie na infância:
Habitue-se a colocar seu bebê na cama sem uma mamadeira.
Nunca coloque seu bebê na cama com uma mamadeira contendo na fórmula, leite, suco, água com açúcar ou refrigerante. Se seu bebê precisar tomar uma mamadeira para adormecer, encha-a com água.
Não permita que sua criança fique o tempo todo com a mamadeira.
Limpe a gengiva e os dentes da sua criança depois de qualquer alimentação com um pequeno pano úmido e macio, com um pedaço de gaze, ou com uma escova para bebês. Com crianças mais velhas, use uma escova dental com cerdas macias para escovar seus dentes.
Comece a ensinar sua criança a usar um copo já com nove meses de idade. Troque a mamadeira do seu bebê por um copo de treinamento já na idade de 1 ano.
Pergunte ao seu médico ou dentista para ter certeza que sua criança está recebendo a quantidade diária correta de flúor.

A saúde e o sorriso brilhante dos dentes do seu filho dependem de você!